Bg

Cuidador Informal

Adicionada | 27 Junho 2010 por TiO

Cuidadores informais: 80% sofre de stress  

8 em cada 10 pessoas encarregadas de cuidar de um parente idoso, sofre de ansiedade e stress, independentemente das suas variáveis sócio-demográficas. Esta é a principal conclusão de um estudo realizado na Universidade de Granada (Espanha), por Ruth M ª Calero Pérez e pelo professor José M ª Roa Venegas do Departamento de Desenvolvimento e Psicologia Educacional.  

Famílias, e especialmente as filhas, assumem o cuidado “informal” de idosos dependentes, na maioria dos casos. O estudo mostra que em alguns casos, esta tarefa na família dá origem a  um comportamento inadequado no relacionamento, e que os efeitos negativos sobre o cuidador, físicos, psicológicos e sociais. Estes efeitos  estão altamente relacionados com a história de vida anterior entre cuidador e beneficiário; a falta de  assistência social, o isolamento sentido pelo cuidador, e o sentimento de solidão no relacionamento com o receptor de cuidados, são factores stressantes. Saiba Mais .:
Ler Mais sobre este tema:   

Cuidadores Informais de Idosos: Conhecer os colaboradores da SCML
Texto de Ana Romão e Andreia Pereira  
Cuidar de idosos dependentes no domicílio: desabafos de quem cuida
Estudo de Isabel Maria Araújo, Constança Paul e Maria Manuela Martins

Carta Europeia dos Direitos e Responsabilidades das pessoas idosas que necessitam de cuidados de longa duração: Vários parceiros de dez países lançaram um debate sobre a melhor forma de reconhecer e afirmar os direitos das pessoas idosas mais vulneráveis, especialmente o número crescente dos que recebem cuidados de longa duração.  Ler Mais .:

Envelhecer em Casa: O Relatório do Projecto “Vivre chez soi”, identificou 18 acções capazes de responder ás necessidades e expectativas das pessoas que querem envelhecer nas suas próprias casas. Estas acções prioritárias visam três objectivos principais: melhorar as condições de vida das pessoas idosas, o acesso às novas tecnologias e os serviços para a pessoa. Por exemplo, melhorar o acesso a produtos financeiros e  a seguros (de vida, de saúde, de viagem, etc),  passa por rever o limite de idade imposto por estes produtos. Actualmente as limitações etárias , são um factor de  discriminação intolerável na sociedade europeia. Para além disso, têm um enorme impacto  negativo sobre a habitação e mobilidade das pessoas. Acesso ao Relatório .: